Espelho

Passei um bom tempo da minha vida discutindo com o espelho, ou melhor, minha consciência discutia com ele.
Os olhares me matavam, então borá esconder o que eu não gostava neh? Já sei vou usar burca então, só que não dava pra sair por aí feito muçulmana ate porque não era mulçumana.

Apelei por moletons e blusas largas para esconder minha barriga, blusas de manga longa para esconder meus braços de preferência àquelas bem longas que podiam cobrir parte das minhas mãos, já que devido minha deficiência física nasceram com má formação.
Meu rosto? Boné resolvia tudo, cabelo preso, sem cor, opaco, para não chamar atenção é claro. Minhas pernas, nada de sapatos extravagantes, pois minhas pernas não eram bonitas iguais à das outras mulheres por aí, então calças largas é lógico!

Chegou um ponto que eu odiava acompanhar minha mãe ao mercado, pois mesmo coberta! As pessoas ainda me olhavam, por causa da cadeira de rodas! Ok! Não vou sair mais! Problema resolvido. Me entreguei ao desleixo, à pena, a própria sorte, até que...
Eu super fragilizada mentalmente, uma baixa estima “elevadíssima”, em época de escola era pior ainda, não paquerava ninguém, meus pensamentos diziam “Para neh retardada quem vai te querer? Quem vai olhar pra você?”, eu era louca em um menino, ele era o mais lindo da escola, sonho de todas as garotas e por sorte era da minha sala, éramos amigos, porém jamais disse a ele que era afim dele e o medo de levar um toco? Eu me mataria certamente se isso acontecesse.

Então, deu bateu o sino da escola e eu fui ao banheiro terminar de arrumar meus materiais estava fazendo um calor da porra e eu de blusa de frio para esconder tudo neh?
Quando pensa que não, ele entra no banheiro logo atrás de mim, ficamos eu e ele no banheiro, minhas pernas tremeram , meu coração gelou e ele me disse , sabia que sua boca é linda? Ouvindo isso eu quase tive um colapso nervoso, comecei a suar e calada guiei a cadeira de rodas pra porta do banheiro, ele segurou a cadeira e me disse, "Ei pirou? Não quis nenhuma boca da escola, escolhi a sua pra você me dar um fora?" Eu virei a cadeira pra ele, e disse, "Você quer? Então vem pegar “

Pois ele foi! Ele me tirou da cadeira de rodas me, pois sentada na pia do banheiro e começamos a nos beijar loucamente, por longos e longos minutos, tirei a blusa dele, o deixei todo marcado minha língua sentia o sabor e gosto do meu primeiro homem , o tesão era tanto que não agüentamos , tivemos que nos encontrar em outro lugar no mesmo dia para transarmos, estávamos preparados e decididos para o fato como disse ele foi o meu primeiro homem e ao contrario dos demais depoimentos minha primeira vez foi tudo mágico, como eu esperava que fosse ele me beijou inteira, hoje depois de anos ainda somos amigos!

Resumindo: O cara mais lindo da escola deixou de pegar centenas de garotas lindas pra ficar comigo? , que me achava um trapo!?
Então espera lá?!  Se ele me achou linda, de fato sou linda, então ali naquele instante tive um inside comecei a cuidar de mim, comecei a enxergar beleza que há muito tempo não havia visto em mim, comecei a cuidar do meu corpo, entrei na academia para buscar minha sonhada barriguinha (lutei por ela para colocar meu piercing rs), comecei a me maquiar, comecei a marcar o que eu tinha de bonito em mim, as roupas ficaram mais lindas, aceitei meu corpo, minha deficiência não mudará com roupas longas, então borá usar regata, borá andar até de sutiã, borá transar com a luz acesa neh?
Fiz a mudança na minha vida, escolhi viver bem pra mim, escolhi dar valor a mim escolhi olhar no espelho e me achar gostosa, porque não?

Hoje sou considerada por eles uma mulher sexy, segura, faço trabalhos com fotos, praticamente vivo da minha aparência, do meu corpo, da minha imagem, desfilo, modelo, tiro fotos é mais fotos em eventos com meu público.
Sou o desejo de muitos homens, não brinco quando falo muitos! , não viram em mim minha cadeira de rodas ou meu corpo, viram em min minha personalidade, meu charme, minha confiança, minha atitude e caíram sim no MEU jogo de sedução, não deixo espaço para que sintam pena de mim, também não fico dando para deus e o mundo, pensando “Nossa sou cadeirante não tenho escolha se ele me quer borá pegar!” Jamais! EU POSSO ESCOLHER SIM QUEM EU QUERO!

Não é um corpo perfeito que te faz poderosa, sexy, gostosa e sim a forma como você se aceita e se ama e se entende. Se você é gordinha e quer fazer uma academia para agradar a você! Faça! Mais faca para você !
Agora se você é gordinha e está feliz assim ! Foda-se amiga ! Põe um salto, um vestido lindo e arrasa do mesmo jeito!
Não é seu corpo que ganha destaque e sim a forma como você se impõe com ele independente de como ele seja!
#Izzy

Comentários